Como migrar de produtora de sites para uma agência digital

 

Prefere ouvir do que ler este artigo? 

No início dos anos 2000 a internet começou a mostrar sua força e a se apresentar como uma potencial oportunidade de negócio. E o modelo mais trabalhado desde então foi o de produtora de sites.

Recordo-me o quanto era “fácil” abrir uma empresa desse tipo, afinal, qualquer um e qualquer coisa poderia ser considerada de qualidade.

Nesta mesma época do ano, as grandes empresas começaram a despontar no digital e com isso o mercado começou a ter parâmetros reais de qualidade.

Foi então que “Opa, fazer site já não é mais para qualquer um“.

E neste mesmo período surgiu o termo amplamente utilizado até hoje: SOBRINHO, que desde então, tornou-se um grande e injusto concorrente. Jovens que a vó pagava curso no SENAC para aprender web design.

Não posso cuspir no prato que comi por mais de 15 anos, mas definitivamente essa fórmula, esse formato não tem mais espaço para quem pretende evoluir e se consolidar no mercado digital.

E se você, que assim como eu, também aspira muito mais para sua vida profissional, então #PartiuVirarAgenciaDigital 💪

Como já vivenciei essa mudança em minha agência digital, então minhas dicas abaixo são totalmente embasadas (e deram bons resultados). Boa leitura!

Como migrar produtora de sites para agencia digital - rodrigo maciel consultor marketing digital

Faça um planejamento de longo prazo

Quando você decidir mudar sua forma de trabalhar para deixar de ser uma produtora de sites já é importante ter em mente que este é um processo doloroso e pode levar algum tempo. Sua empresa já deixou isso claro ao mercado, você é um desenvolvedor de sites, mas agora, não será mais…

Faça um planejamento de migração onde você possa ir aplicando aos poucos seus novos serviços, e retirando de seu cardápio o desenvolvimento de sites avulso.

Aqui na WEBI levei em torno de 18 meses para finalmente virar a chave. Foi complicado e toda a equipe precisou ficar ciente de que a empresa estava passando por uma mudança importante.

Seu time precisa estar unido

Se a sua empresa é uma produtora de sites há um bom tempo, é necessário deixar tudo muito bem alinhado com a sua equipe, pois há uma mudança brusca tanto nos comportamentos internos quanto nos serviços que são prestados ao cliente.

Em uma produtora de sites, o objetivo é publicar o site o mais rápido possível (pois é aí que vem o seu maior lucro), mas em uma agência digital, o principal objetivo são os resultados do cliente, e por isso, a publicação de um site é apenas o começo de muito trabalho.

E por isso, sua equipe precisa estar preparada para os novos serviços.

Vá migrando aos poucos

Não faça nenhuma mudança brusca em seu core. Essa mudança precisa ser bem estudada e estruturada, por isso vá migrando aos poucos. Informe aos seus atuais clientes de que sua empresa mudou e que novos serviços estão sendo estruturados.

É importante também deixar claro para todos que apesar da aparente perda (de não fazer mais sites avulsos), essa mudança é para muito melhor, afinal o marketing digital foca em resultados.

Em seu cronograma de migração, estipule que até 2/3 do prazo final você já deverá ter pelo menos 2 clientes de marketing digital.

Exemplo: Se você determinou que irá mudar de formato em 12 meses, deverá ter 2 clientes em até 8 meses.

Defina um “produto inicial”

Antes de sair vendendo, você precisa entender e conciliar sua equipe com um novo escopo de “produto” que você irá oferecer ao mercado. Ou seja, caso você não queira demitir todos e contratar outros profissionais novamente, é importante que sua equipe atual possa suportar esse novo produto.

Comece entendendo quais são os pilares principais do marketing digital. E destes pilares, faça a sua composição.

Tenha em mente que este é o seu produto standart e que ainda irá sofrer muitas mudanças. Só para que você tenha uma ideia, já estou no meu quarto formato de serviços em 18 meses.

Mude sempre que for necessário e aprimore ao máximo.

Escolha um cliente-cobaia

Depois que você criou seu planejamento, definiu novo produto, alinhou com a equipe é chegado o momento de sair para o mercado apresentando esta novidade.

Mas como fazer isso sem um case?

Minha grande sacada foi oferecer este novo produto para um cliente que eu tinha muuuuuuita proximidade, e claro, sem vender mentiras, ofereci com sinceridade informando que era um novo produto. A estratégia também foi complementada com um valor extremamente inferior aos que eu pratico hoje, por exemplo.

Construa um case

Com o OK do seu cliente, faça o seu melhor para entregar uma grande experiência.

Essa confiança que o cliente depositou em seu projeto precisa se transformar em realidade (leia-se: resultados). Para isso, uma dica muito importante é mantê-lo sempre informado de todos os passos. Faça disso uma constante e você verá uma brutal diferença.

Mensure tudo antes de começar sua gestão de marketing digital. É importante pois só assim você irá conseguir mostrar o antes e o depois ao seu cliente, e provar que valeu a pena ele confiar em você!

Depois, com este novo case em sua carteira de serviços, você já poderá oferecer mais abertamente sua nova posição de mercado.

 

Caso você precise de um consultor para essa sua transição, eu posso lhe ajudar! Conheça a minha consultoria para Agências Digitais.

E no mais, boa sorte! 😉

No Comment

Comments are closed.