Quando uma agência de marketing digital começa a produzir suas ações de marketing, ela começa a receber uma série de e-mails solicitando orçamento e maiores informações sobre a empresa.

Estes contatos recebidos são uma verdadeira conquista para a sua empresa, afinal, quando o cliente chega a enviar um pedido de orçamento ele já realizou uma série de avaliações mentais sinalizando pontos que fazem com que determinado empresa possa ser seu novo fornecedor.

Chamamos este contato recebido de “levantada de mão“, pois o cliente sinalizada para a empresa que – de alguma maneira – ele está interessado em comprar seus produtos ou serviços.

Essa equação é tão incrível que essa “levantada de mão” deve ser comemorada, pois dela para o fechamento da venda, alguns poucos detalhes podem fazer a diferença.

Um pedido de orçamento recebido é – no jargão do marketing digital – conhecido como conversão. E se você for entender que uma conversão é o ponto máximo de uma conquista em uma estratégia de marketing digital, tenho certeza que você dará ainda mais valor para esta vitória.

E é pensando justamente nesta conquista que eu preciso compartilhar contigo, aqui, algumas dicas de: O que fazer com estes contatos após recebê-los?

Vamos lá, pois…

…e afinal, e os orçamentos recebidos?

Automação

Se você tem uma agência de marketing digital que trabalha com a metodologia inbound marketing, então falar de automação de marketing não é nenhum problema ou novidade (mas se você não conhece, recomendo que leia este artigo).

Aqui a ideia é criar em sua ferramenta de nutrição de leads uma campanha e através dela enviar uma série de e-mails para estes contatos recebidos.

Atente-se a oportunidade de aquecer aquele lead e de se aproximar ainda mais dele, enviar conteúdos que sejam realmente relevantes para o seu aprendizado e que ajude, claro, na decisão de compra.

Para tornar esta dica ainda mais poderosa, se liga nas duas sacadas que vou compartilhar contigo, logo abaixo:

Sacada 1 é, nos últimos e-mails dessa campanha, você pode enviar para o cliente um cupom de desconto e com isso dar um empurrãozinho na decisão do cliente.

E a Sacada 2 é, criar nesta automação mais alguma oportunidade para que este futuro cliente que iniciou o contato solicitando um orçamento possa baixar algum material rico da sua empresa.

Ao criar um material rico pode-se obter novas informações no formulário de conversão. Por exemplo: Digamos que para baixar um e-book você peça os seguintes campos: Nome e e-mail e para saber um pouco mais do perfil do seu futuro cliente, você vai perguntar também, por exemplo, qual o tamanho da empresa dele, quantos funcionários tem…

De posse destas informações, você saberá construir o perfil da sua persona e poderá vender cada dia mais assertivo.

 

CRM

Essa é uma dica importante: você precisa ter um CRM para tornar o seu atendimento muito mais eficiente e produtivo.

Uma boa ferramenta de gestão de clientes é um poderoso aliado no acompanhamento dos leads recebidos. Eu faço isso e de um jeito muito fácil no Bulldesk, que é a minha plataforma de CRM. Recomendo!

Com o Bulldesk eu consigo acompanhar a evolução do meu lead, desde o começo da sua jornada. Quando ele converteu até em entender quais foram as páginas que ele visitou e as Landing Pages que converteu.

Mas o grande barato mesmo (e aqui falando especificamente do Bulldesk) é que ele tem integrado uma ferramenta de gestão de leads, ou seja, o marketing faz suas estratégias para converter o lead e a ferramenta já insere o mesmo num painel exclusivo de oportunidades recebidas.

Assim, dessa maneira o controle e acompanhamento destas oportunidades conquistadas fica muito mais organizado e você evita de perder contatos pela ausência de um sistema poderoso que possa lhe auxiliar.

 

Oferta especial

A gente pode fazer o curso que for, falar com o guru que for, o maior especialista do segmento no mundo, mas dificilmente ele vai acertar na totalidade das pessoas os seus reais motivos de decisão de compra.

Podemos trabalhar com amostragem, mas nunca, apontar o dedo categoricamente e ter uma resposta, definitiva.

Digo isso pois na jornada de decisão de compra do cliente alguns fatores podem não ser compreendidos totalmente por quem está vendendo, mas para o cliente estes fatores foram determinantes.

Uma coisa a gente sabe: Todo mundo gosta de desconto! 

É impressionante como somos apaixonados por cupons de desconto (lembra da febre das compras coletivas?).

Então, minha recomendação é: seja em automação ou um e-mail redigido individualmente, envie para o cliente uma oportunidade ESPECIAL e EXCLUSIVA (mas seja exclusivo mesmo, nada de dar um desconto que está exposto na página inicial do seu site hehe)

O importante aqui é fazer com que o cliente sinta-se privilegiado e com isso, sinta-se motivo a comprar da sua empresa.

 

Experiência

Promover experiência em prestação de serviço pode ser um pouco complicado, mas ao mesmo tempo é muito simples. Aqui a ideia é convidar este cliente a conhecer o seu serviço como se fosse uma pequena amostra grátis.

Procure encontrar soluções que não onere a sua empresa e ao mesmo tempo, dê ao cliente a oportunidade de conhecer melhor como tudo irá funcionar.

Promover a experiência dele para com o seu produto ou serviço irá facilitar e muito a decisão dele, além do mais, acho menos provável que o cliente pense em desistir depois começar a conhecer.

Então fica a dica: viu brecha de como fazer para gerar essa experiência, promova esse diferencial!

O inspetor financeiro e o secretário fazem relatório, calculam ou verificam o saldo. Documento de verificação do inspetor do Serviço de Receita Federal. Conceito de auditoria Foto gratuita

Consultoria Personalizada

Seguindo a mesma linha da Experiência (que citei logo acima) é a Consultoria Personalizada. Só que neste caso você não vai ofertar nenhum tipo de serviço para o cliente e sim uma consultoria personalizada.

Aqui você vai ofertar para esse cliente toda a sua experiência no ramo para lhe ajudar a ter as melhores decisões.

Faça um agendamento com ele, de no máximo 30 minutos de papo, procure entender os seus desafios e demonstre (dentro de um limite comercial) uma imparcialidade na hora de dar os feedbacks, até mesmo para que o seu futuro cliente não pense que você só quer vender.

Eu faço isso aqui nas minhas consultorias, por mais que tenha uma agência e possa indicar para eles os meus serviços, a minha missão primordial é orientar e gerar com isso confiança na relação.

Com a confiança estabelecida, os demais passos rumo ao fechamento acontecem naturalmente.

 

Cases

Por fim, uma estratégia bacana é após o envio da proposta, elaborar alguma abordagem mostrando cases relacionados ao segmento do cliente e comentando que soluções sua empresa deu (ou daria).

Esse gancho vai mostrar ao cliente o quanto você está de fato interessado no projeto dele.

 

O grande objetivo destas dicas é plantar a sementinha do bem, onde você NÃO DEIXARÁ O SEU CLIENTE no vácuo e poderá dar uma vida e um sentido a todos aqueles e-mails conquistados.

Lembre-se que esse é um ativo importante, cuide dele com muito carinho!

No Comment

Comments are closed.